Web Maker

IOFRAN OFTALMOLOGIA

Tecnologia médica para os seus olhos

Catarata

Ceratocone

Cirurgias Refrativas

Estética Ocular

Estrabismo

Glaucoma

Neuro-oftalmologia

Oftalmopediatria

Plástica e Vias Lacrimais

Lentes de Contato

Retina

Visão Sub-Normal

SEVIÇOS

Atividades

Atendimento domiciliar
Atendimento em empresas
Campanhas e atividades socio-educacionais
Cirurgias oftalmologicas (todos os tipos)
Cirurgias refrativas (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia)
Consultas
Consultas preventivas
Centro de adaptação de lentes de contato
Exames oftalmológicos
Palestras em empresas e escolas
Perícia em oftalmologia

Catarata

A catarata é uma patologia dos ohos que consiste na opacidade parcial ou total do cristalino. Pode ser desencadeada por vários fatores e tipicamente apresenta-se como um embaçamento visual progressivo que pode levar a cegueira ou visão subnormal. É uma doença conhecida há milhares de anos e sua cirurgia já é realizada há muito tempo.

Atualmente, a técnica cirúrgica mais moderna para o tratamento da catarata, consiste da remoção do cristalino por microfragmentação e aspiração do núcleo, num processo chamado faco-emulsificação, onde posteriormente é implantada uma lente intra-ocular.
A evolução da técnica permite hoje incisões muito pequenas, entre 2 e 3 milímetros, o que dispensa a necessidade de sutura e possibilitando assim, que o paciente seja submetido à cirurgia de catarata com anestesia local, saindo da sala de cirurgia já enxergando, com uma visão bem próxima da visão esperada, a qual costuma ocorrer em cerca de 1 mês após a cirurgia.

Cirurgia Refrativa

Cirurgia Refrativa é o nome dado às cirurgias para corrigir miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia. É um procedimento considerado simples, que dispensa a necessidade de internação. É realizada através de um equipamento chamado Excimer Laser, utilizando luz ultravioleta para remodelar suavemente a superfície da córnea e modificando sua curvatura para corrigir os erros refrativos.

Para a realização desse tipo de cirurgia é preciso que o paciente seja avaliado por um médico oftalmologista, que fará uma análise individual do caso. Alguns exames são necessários para que a cirurgia possa ser realizada com segurança e melhores resultados.

No IOFRAN você conta com uma equipe médica especializada na realização desse tipo de procedimento.

Estrabismo

O Estrabismo ou vesguice, como é conhecido popularmente, é a condição onde um ou ambos os olhos são desviados do eixo central. É provocado pelo enfraquecimento de um dos músculos oculares, e por algumas doenças graves.

Se perceber olho torto na criança, leve-a o mais rápido possível ao oftalmologista. Quanto mais cedo for tratado, melhores os resultados.

Glaucoma

Solid color intro with an image on the right side. Also this block has no Parte do olho é preenchido por um líquido chamado humor aquoso. Este é produzido continuamente e seu escoamento também é contínuo. Em condições anormais, verifica-se o aumento de volume do líquido por produção excessiva ou por drenagem insuficiente. Como o olho não pode aumentar de volume, aparece o aumento da pressão intra-ocular, também chamado de Glaucoma.

Trata-se de uma doença perigosa, caracterizada pelo aumento da pressão intra-ocular com diminuição do campo visual e atrofia do nervo óptico. Geralmente começa após os 40 anos e é causa freqüente de cegueira, devendo a medida dessa pressão ser feita periodicamente.

Pessoas acima dos 40 anos ou que tenham familiares com Glaucoma, devem consultar o oftalmologista a fim de ter a pressão dos olhos medida anualmente.

Miopia e Astigmatismo

Miopia é a condição em que os raios de luz são focalizados antes de atingirem a retina. O míope enxerga bem os objetos próximos e, quando tenta focalizar algo mais afastado, procura forçar a vista na tentativa de reduzir a distância. Por isso, para enxergar um ponto mais distante o míope aperta os olhos. A miopia mais comum é a axial, que se caracteriza pelo olho ser maior do que o normal.

O Astigmatismo é um defeito causado pela refração diferencial dos raios de luz. A córnea normal é um segmento perfeito, como uma esfera. A córnea de um astigmata apresenta diferentes raios em sua curvatura, em lugar de um ponto focal, existirão dois, e por isso o indivíduo não conseguirá focalizar simultaneamente num mesmo plano, tudo o que vê. Os astigmáticos geralmente queixam-se de dor de cabeça, dores constantes no globo ocular, sensação de peso e queimação nos olhos, além da baixa da visão.